Jazz 6/6 review by Rui Duarte



Bernardo Sassetti Trio – Motion (CF 177)

Este novo opus do trio de Bernardo Sassetti cumpre os desígnios de um artista que se assume como compositor criativo para além da interpretação ou da improvisação pianística de um bom músico de jazz.

“Motion” tem um projecto com princípio, meio e fim, tem um enredo. O fio da meada é o movimento de um quotidiano que se inicia no começo da manhã com uma belíssima interpretação de “Homecoming Queen”, tema do compositor pop Mark Linkous, a que se seguem círculos matinais; a meio da manhã ocorrem: reflexos e movimentos circulares e há uma belíssima melodia dedicada ao “Homem Que Diz Adeus” – uma figura típica da noite lisboeta.

Seguem-se outros movimentos vespertinos sugerindo viagens exteriores; sons de rádio em onda média como fundo sonoro, recordações de um blues e “Bird and Beyond” – um tema em free-bop bem disposto. O fim da tarde traz-nos o vagabundo, a estrada e objectos no espelho e a chegada à noite que termina com a audição da conhecida canção nr. 6 de Frederico Mompou, um bolero que se dança.

A interpretação musical deste roteiro é a de um trio em perfeita sintonia que a empatia conseguida em mais de 12 anos de comunhão musical faz funcionar. Sassetti cria em “Motion” um universo musical próprio, muito visual, cinemático, em câmara lenta assumida. Barretto no seu som grave sólido e Frazão nas suas subtilezas à volta do tempo, estão a seu lado funcionando como um trio de piano-jazz deve funcionar. A música é plena de melancolia, introspecção, muito circular e em ritmos lentos – o slow-motion presente.

Mais que um encadeado de músicas bem tocadas, “Motion” é uma obra completa que apenas peca por alguma monotonia do slow-motion mas que se situa num patamar acima da generalidade do bom jazz nacional que se pratica por cá.
http://jazz6por6.pt.to/

+ There are no comments

Add yours