Free Form, Free Jazz – Conexões: Portugal e outros cantos do mundo


By Fabricio Vieira

A pulsante cena free impro/jazzística de Portugal não tem ficado fechada em si mesma. Uma série de parcerias entre músicos portugueses e artistas de outras partes têm surgido, com alguns grandes resultados, como mostram esses lançamentos recentes…

Portugal tem sido um palco de grande importância não só para os músicos locais, que têm desenvolvido uma cena realmente intensa, mas para estrangeiros que têm ido ao país em busca de intercâmbio e novos ares – sendo que muitos têm optado ficar por lá ao menos por um tempo. Infelizmente a distância tem restringido as conexões entre músicos brasileiros e portugueses; poucos daqui vão para lá e vice-versa. Com a depreciação cambial dos últimos tempos, essa ponte fica ainda um pouco mais distante… Mas artistas europeus (em especial) e norte-americanos têm aproveitado para tocar e gravar com os portugueses, de forma bastante frutífera. Não à toa, alguns dos melhores álbuns lançados no ano passado traziam exatamente encontros desse tipo. Aqui apresentamos discos de destaque que saíram de meados de 2015 para cá e que registram parcerias bem-sucedidas entre músicos de Portugal e de outros cantos do mundo.
Luís Lopes | Jean-Luc Guionnet – Live at Culturgest ****(*)

Este encontro entre o guitarrista Luís Lopes e o saxofonista francês Jean-Luc Guionnet ocorreu em março de 2011, mas apenas no ano passado chegou às prateleiras. Guionnet, que comanda o incrível trio “The Ames Room”, é hoje um dos nomes mais expressivos do sax alto. Aqui, ao lado da guitarra sempre desconcertante de Lopes, o que vemos são improvisações longas (apenas duas peças formam o álbum), de grande inventividade. Em certos momentos, pode vir à mente os clássicos encontros de Kaoru Abe e Masayuki Takayanagi, mas um pouco menos noise. A primeira faixa, “Part I”, se desenvolve de forma crescente, com os instrumentistas testando os rumos em cada vez mais intensa ruidosidade, que atinge seu pico lá pelos dez minutos, mantendo a ebulição até o desfecho. Em “Part II”, o esquema é mais direto, com uma entrada menos estendida, oscilando entre pontos de intensidade maior e menor, sendo que aqui há mais espaço para ouvirmos Lopes em momentos protagonistas.
Susana Santos Silva | Kaja Draksler – This Love ****

Vinda do Porto, Susana Santos Silva tem se consolidado como uma das vozes mais criativas do trompete contemporâneo. Dividida entre vários projetos, tem trabalhado com artistas de visadas diversas, de diferentes cantos, deixando como rastro uma sequência de belos álbuns – somente em 2015, assinou cinco títulos. Aqui vemos a trompetista em duo com a pianista eslovena Kaja Draksler (cuja tese, defendida no programa de pós-graduação do Conservatório de Amsterdã, se chama: “Cecil Taylor: Life As…”). São seis temas, registrados em março de 2015, no Culturgest (Lisboa). Interessante notar o equilíbrio do projeto: duas faixas são assinadas por Susana, duas por Kaja e as outras pela dupla. O diálogo entre trompete e piano soa fluido e envolvente, quer seja em temas mais líricos, como “This Love”, quer seja em peças mais densamente abstratas, como “Hymn to the Unknown”.
Lama + Joachim Badenhorst – The Elephant’s Journey ****

O Lama Trio é um dos projetos comandados pelo baixista lisboeta (radicado na Holanda) Gonçalo Almeida, ao lado de Susana Santos Silva (Porto) e do baterista canadense Greg Smith. Para este “The Elephant’s Journey”, o trio convidou o clarinetista belga Joachim Badenhorst, que trouxe um outro colorido ao intenso som do grupo. O resultado é uma fascinante, por vezes sombria, visitação sonora a uma das últimas obras de José Saramago, “A Viagem do Elefante”. Os melhores momentos de Badenhorst são ao bass clarinet, com o qual cria belos contrastes com o trompete de Susana. Com peças bem arquitetadas e abertura a improvisações de grande liberdade, o Lama Trio mostra que atingiu um ponto de grande maturidade artística em seus pouco mais de sete anos de existência.

http://www.freeformfreejazz.com/

Buy

+ There are no comments

Add yours