Público | Susana Santos SIlva – All the Rivers *****


By Nuno Catarino

O trompete no Panteão
A trompetista Susana Santos Silva revela a sua enorme expressividade instrumental neste magnífico solo gravado no Panteão Nacional.

Um som de trompete atravessa lentamente o espaço de uma igreja. Esse som é transformado, pelo efeito de reverberação, e continua a soar como se se prolongasse pelo infinito. O espaço é o átrio da Igreja de Santa Engrácia, o Panteão Nacional, o trompete é de Susana Santos Silva. A trompetista aproveita as características acústicas do espaço, particularmente essa enorme reverberação, para desenvolver uma magnífica exploração sonora.

A trompetista tem sido uma das grandes forças criativas do jazz português. Durante quase duas décadas integrou a Orquestra Jazz de Matosinhos, em 2011 estreou-se como líder com o disco Devil’s Dress, e desde então vem alimentando uma discografia rica, onde se avolumam parcerias internacionais. Lidera o quinteto Impermanence, o quinteto Life and Other Transient Storms, o trio LAMA, o duo com Kaja Draksler, a parceria com Torbjorn Zetterberg, o quarteto Hearth (com Kaja Draksler, Mette Rasmussen e Ada Rave) e colabora com a Fire! Orchestra de Mats Gustafsson, entre muitos outros.

Esta é a estreia no formato solo da trompetista do Porto, aqui afastada do universo jazzístico, e atira-se a uma improvisação aberta, servindo-se simplesmente do instrumento e da imaginação, sem recurso a composições pré-existentes.

www.publico.pt

Buy

+ There are no comments

Add yours

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.